Nova esposa de seu ex vai ao primeiro dia de escola da filha – e nos ensina uma grande lição

Normalmente, os divórcios entre casais com filhos são difíceis. As guerras de custódia e mau ambiente entre os pais podem fazer com que as crianças sofram. Para além disso, não ver ambos os progenitores diariamente tem um grande impacto nos mais pequenos. Mas a nova esposa desse pai nos vai ensinar uma bela lição.
Nem todos esses casos acabam mal quando os pais têm um novo parceiro. E é exatamente isso que aconteceu nessa história. Hayley Booth está separada do marido com quem ela teve uma menina adorável, Maddie. Seu ex-parceiro tem um nova esposa que também se considera mãe de sua filha. Então, as duas mulheres foram juntas deixar a garota na escola em seu primeiro dia.
“Muitas vezes as pessoas me perguntam como meu ex, sua esposa, meu marido e eu nos damos tão bem em relação à guarda conjunta. Minha resposta é sempre a mesma: nós amamos a nossa filha. Sério, é simples.
Nós todos a amamos e nada vai mudar. Nenhuma criança merece ser colocada de lado a lado, utilizada como moeda de troca ou ser colocada no meio de um drama de adultos. Ela não escolheu nascer, e ela certamente não escolheu ter pais separados…
A minha filha chama sua segunda mãe de ‘Mãe’, e você sabe o quê? Porque é isso que é para ela, sua mãe. Ela está sempre lá, cuida dela, brinca com ela, lhe ensina lições de vida e como se deve comportar, dá abraços e beijos para lhe desejar boa noite, tudo o que qualquer mãe faria.
Mas, acima de tudo, ela a ama como se fosse sua própria filha. É preciso ser uma mulher especial para tomar um filho que ela não deu à luz sob ‘sua asa’ e se tornar mãe. Vejo muitas mulheres que dizem: ‘Eu nunca deixaria meu filho chamar uma outra mulher mãe, porque ela não é sua mãe, sou eu!’
Bem, você sabe que mais? Você é egoísta. Se a mulher de seu ex ama seu filho ou filhos como seus, e ajuda a criar e educar, por que você não permite que eles chamem essa mulher que amam de mãe? Por que você deve escolher por seu filho quem ele deve amar?
Eu nunca diria a minha filha que ela não pode chamá-la de mãe, porque isso me machuca profundamente. Ela é sua mãe não só quando ela passa o tempo com seu pai, mas o tempo todo. Às vezes, basta colocar essas coisas de lado para criar seu filho para se tornar num humano maravilhoso.
Não me diga que não é possível um casal separado criar um filho de forma pacífica, porque é. Eu sei. Porque eu faço isso todos os dias. É preciso um mundo para educar uma criança, e eu estou mais do que grata pelo meu mundo! E você, está?”
A publicação foi compartilhada milhares de vezes, e merece ser ainda mais! Espalhe a mensagem de amor com o mundo se você também é de opinião que as crianças não devem sofrer pelas escolhas de seus pais!

Comentários