Foi descoberta uma caneca em Auschwitz que acabou por revelar tesouro escondido por mais de 70 anos

Uma caneca que acabou por ser confiscada pelo regime Nazi revelou um tesouro escondido por mais de 70 anos.


Recentemente, enquanto os funcionários do museu de Auschwitz faziam manutenção de alguns itens dentro de um universo de 12 mil peças de utensílios de cozinha saqueados pelos nazis dos prisioneiros que entraram no campo, eles fizeram uma incrível descoberta, completamente por acaso.


Os trabalhadores do Museu de Auschwitz encontraram um anel e um colar de ouro cuidadosamente escondidos em uma base falsa de uma caneca.


Os testes determinaram que o anel de ouro foi feito na Polônia entre 1921 e 1931.

“O esconder de itens valiosos … prova, por um lado, a consciência das vítimas quanto à natureza da deportação, mas, por outro lado, mostra que as famílias judaicas constantemente tinham uma réstia de esperança de que esses itens talvez ainda viessem a ser recuperáveis e importantes em seus futuros”, disse Piotr Cywinski, diretor do Museu de Auschwitz-Birkenau.

Os nazis frequentemente diziam às pessoas levadas para os campos de concentração que eles simplesmente seriam realojados, prometendo-lhes uma nova vida em um novo lugar. Os deportados podiam levar uma pequena bagagem, disse Cywinski.


Um raio-X mostra como o anel e o colar estavam escondidos na base da caneca.

De acordo com um comunicado de imprensa, o colar e o anel serão armazenados “na forma que reflete a maneira como ele havia sido escondido pelo proprietário, como um testemunho do destino dos judeus deportados para o campo de concentração e extermínio nazi alemão”.
Um tesouro que será agora preservado e servirá como mais uma homenagem àquelas pessoas que ali perderam a vida de forma tão trágica e cruel.

Comentários